0

Vamos falar de métricas

Quanto você faturou no último mês? Certamente você tem este número na ponta da língua – ou pelo menos deveria ter. Deste valor você sabe dizer, também, qual foi seu lucro? Espero que sim. Agora a pergunta que vale um milhão de reais: quanto te “custou” para faturar este montante ou, ainda, quanto custou para lucrar este valor? Ixi… complicou, hein!?!
 
Pois é, parece um monstro de 283 cabeças. Mas não é! E digo mais, disto depende o sucesso – ou fracasso – do seu negócio.
 
É bastante comum associar métricas apenas ao marketing digital (quantidade de acessos X cliques X vendas X …). Mas na gestão do seu negócio é de vital importância ter acessos aos números e, principalmente, entendê-los. Podemos, neste caso, inclusive, trocar “métricas” por KPI’s, para usar um termo bastante “cool”. Mas que raio é esse tal de KPI?

KPI é de comer ou de passar no cabelo?

KPI vem do inglês “Key Performance Indicator” que nada mais é que “Indicadores-Chave de Desempenho”. Viu, métrica de novo! 😉
 
Através do KPI você consegue ter uma visão global do seu negócio e entender exatamente de onde o dinheiro vem e para onde vai e, até, entender quanto custa ganhar cada real que entra em sua empresa.
 
No marketing digital isso é relativamente simples. Vamos para um exemplo: você cria uma ação para divulgar determinado produto. Investe R$ 100,00 na compra de tráfego. Ao final da sua campanha, você conseguiu 450 acessos ao seu site e 30 vendas. Cada produto foi vendido por 250,00 e te dá um lucro líquido de 20% (R$ 50,00). Vamos às contas?
 
– Cada visitante te “custou” R$ 0,22
– A cada 15 visitantes, 1 efetuou uma compra
– Para cada venda concretizada você desembolsou R$ 3,33…
 
E por aí vai. Estes são apenas alguns exemplos bem simples de como medir resultados no mundo virtual. Para isso existem diversas ferramentas, muitas delas gratuitas, que podem te auxiliar neste processo. E mais: você pode ir criando seus próprios indicadores e realizando ações corretivas para que cada venda te custe um valor cada vez menor.
 
Fique atento aos seus indicadores e trabalhe de forma que eles sejam sempre positivos!

Danilo Miguel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *